Romero fará videoconferências com prefeitos de 69 municípios para discutir medidas coordenadas contra o avanço da doença na região

Romero fará videoconferências com prefeitos de 69 municípios para discutir medidas coordenadas contra o avanço da doença na região

Gestores integram o grupo da 2ª Macroregião de Saúde, que tem Campina Grande como referência

O prefeito Romero Rodrigues anunciou, na manhã desta segunda-feira, 18, que vai promover esta semana uma videoconferência com os prefeitos de 69 municípios polarizados por Campina Grande. A meta é discutir uma ação compartilhada visando à adoção de medidas compartilhadas para diminuir o processo de propagação do coronavirus na região. O fenômeno tem gerado uma maior demanda de pessoas atingidas pela Covid-19, que buscam tratamento nos hospitais campinenses.

De acordo com o prefeito, haverá durante o encontro a busca de um entendimento em torno de uma ação coordenada no nível regional, já Campina Grande, cidade que tem recebido e atendido dezenas de pessoas oriundas de outros municípios, daí a sua preocupação com o que denominou de interiorização do coronavírus.

Romero também confirmou que, às 16h desta segunda, através de uma live, fará divulgação de medidas adicionais de combate e prevenção ao coronavírus em Campina Grande, através de novo decreto.

Uma das medidas já foi antecipada pelo prefeito no último sábado, 16: a proibição da prática de caminhadas e outras atividades esportivas no entorno do Açude Velho.

Romero também ressaltou que as medidas a serem anunciadas visam conciliar, na medida do possível, as questões da saúde e da economia. Segundo ele, não vai ser possível flexibilizar totalmente o setor comercial, mas sim preservar e monitorar os setores econômicos essenciais.

Avanço da Covid-19

O prefeito reconheceu o crescimento de casos de Coronavírus na cidade, informando que até ontem à noite no Hospital Pedro I estavam internados 22 pacientes na UTI e mais 47, em enfermarias. O hospital conta com 96 leitos, sendo 30 de UTI. Contudo, conforme esclareceu, a cidade continua se preparando para enfrentar o problema de forma intensa com a maior oferta de leitos e ampliação do nosso quadro de recursos humanos, como médicos, enfermeiros e outros profissionais.

Ele explicou que ainda não foi necessário usar o hospital de campanha, o qual vai receber ainda no início desta semana mais 14 respiradores de doação. A unidade já tem quatro equipamentos instalados, mas, felizmente, até o momento não foram utilizados. O hospital de campanha, recentemente inaugurado, vai contar com mais de 20 respiradores e leitos de UTI.

Fonte: CODECOM

Deixe uma resposta